quinta-feira, 20 de maio de 2010

Pedro Faria no Jornal de Barcelos: "Tenho a obrigação moral de não abandonar”

O demissionário Vice-presidente do OCB, Pedro Faria, deu uma entrevista ao Jornal de Barcelos (desde ontem nas bancas), onde toca nos vários “problemas” que estão por resolver na agremiação barcelense. Pedro Faria, que é descrito na introdução da longa entrevista, como “o rosto mais visível do dirigismo do Óquei”, começa por explicar a sua demissão, dizendo não haver “condições para trabalhar”.
O dirigente aponta a “falta de gente” como obstáculo ao “trabalho”: “O mal desta direcção é que 80% das pessoas andam lá para aparecer nas fotografias.” No entanto, continua no OCB pois assume ter “a obrigação moral de não abandonar o clube” pelo “compromisso de amizade” que tem com os jogadores. O dirigente recusa ser candidato aos Órgãos Sociais do OCB mas diz-se disponível para administrador da SAD, que confirma estar “na fase de criação de imagem” e que “até 30 de Junho será apresentada”. Desportivamente, o Vice-presidente realça que “quase todos” os atletas do plantel sénior estão garantidos para a próxima época e, quanto a contratações, atira as recomendações do técnico José Fernandes ("o treinador ideal"): “Os que vierem têm de ser melhores do que os que temos.” Falou ainda diplomaticamente de José Querido e Vítor Silva, não poupando, de seguida, elogios a André Torres: “Eu gostava de ver, um dia, o André Torres a treinar os seniores do Óquei”.

1 comentário:

ATENTO disse...

Elogios a André Torres: “Eu gostava de ver, um dia, o André Torres a treinar os seniores do Óquei”. ???!?!?!
Ah ah ah ah.. isto deve ser uma nova piada de verão :).
Será que já toda a gente se esqueceu? lol

http://kaosbarcelense.blogspot.com/2009/07/andre-torres-despedido-por-sms.html