terça-feira, 19 de abril de 2011

Resumo do campeonato 2010/11 - parte II

A cinco jornadas do fim do campeonato nacional da I Divisão de hóquei em patins, o OCB situa-se no sexto lugar da tabela classificativa (com 35 pontos), em posição europeia e completamente fora da 'balbúrdia' do fundo tabela, da luta pela manutenção.
Dizíamos, ao fim de doze jornadas, na paragem de Natal, quando o clube barcelense era quinto (com 18 pontos), que o mês de Janeiro podia funcionar como 'alavanca' para uma prova ainda mais tranquila, já que os oquistas faziam três jogos em casa, com o HC Braga, ACR Gulpilhares e AE Física D. Mas esse acabou mesmo por ser o pior momento dos oquistas na prova, pois nos quatro jogos de Janeiro apenas 'amealharam' 2 pontos. Empataram a seis golos com o Braga e a dois com o Gulpilhares, perdendo, pelo meio, tangencialmente no Dragão, com o FC Porto (6-5). A fechar o mês, a formação de Torres Vedras veio a Barcelos vencer 2-3 e lançar a 'confusão' na auto-estima da turma barcelense, que 'encaixava' quatro jogos sem vencer.
Mas a abrir Fevereiro, na deslocação a Monserrate, Viana do Castelo, o OCB regressou aos triunfos felizes, vencendo sensacionalmente, por 3-4, nos últimos instantes do encontro (até ao momento, o único êxito fora de casa, na segunda volta). Depois, nas deslocações a Azeméis e à cidade do Nabão, os barcelenses foram goleados com a 'chapa 9': 9-2 com a UD Oliveirense e 9-5 com o SC Tomar. Contudo, pelo meio das goleadas, havia derrotado com grande espírito e raça o Valongo, em Barcelos, por um curto 4-3.
Em Março, coisa rara, o OCB venceu o GDS Cascais e o Porto Santo por dois golos! 4-2 foi o resultado desses dois embates caseiros. Entre vitórias, os oquistas foram a Vale de Cambra perder por 2-1, em exibição que provocou a ira de José Fernandes.
Já no corrente mês de Abril, os barcelenses foram 'cilindrados' em Lisboa, no Pavilhão da Luz, por 11-5, mas não foi esse desaire que inibiu o colectivo oquista, antes de ir para as 'mini férias' da Páscoa, de vencer o Candelária SC, por 5-4, no Pavilhão Municipal de Barcelos.
As marcas do OCB conseguem ser superiores às das últimas épocas. No quadro comparativo (onde apresentamos os 'scores' finais dos campeonatos/fases regulares das temporadas passadas - a prova era mais curta, tinha 14 'emblemas', 26 jornadas), mesmo com menos uma ronda (25 jogos), na presente época, o OCB sobe genericamente relativamente às temporadas de 2008/09 e 2009/10. Melhora a posição na tabela, tem mais pontos, mais vitórias e mais golos marcados (marca superior às dos últimos três anos!). Porém, sofre mais golos do que nunca. Finalmente, está a dar-se uma inversão, quando no passado, de ano para ano, os itens iam evoluindo negativamente.
Tabela classificativa: União Micaelense
Fotos: Jornal de Barcelos

1 comentário:

Paulo disse...

Boa análise!